quarta-feira, dezembro 29, 2010

Melhores discos de 2010: 20-11

   Continuando a saga dos 30 discos do ano:

20- Caribou - Swim
   Híbrido, alucinante, viajante, ..., eu demorei até dar atenção ao álbum, mas quando escutei soou tão forte, tão vibrante, merece um repeat dançante.
Ouça: "Odessa" e "Jamelia"

19- Vampire Weekend - Contra
   Outro álbum que eu demorei a dar atenção, mesmo com todo o hype a sua volta, só escutei o álbum agora no final do ano, e não que o afrobeat americanizado é um delícia? Animado, vibrante e muito bom.
Ouça: "Cousins" e "White Sky"

18- Beach House - Teen Dream
   Um álbum doce, mas ao mesmo tempo tão triste. Alegremente pop, mas tão amargamente soul. Feito de sensações simples e envolventes, tenho apenas a dizer: entregue-se a voz da Victoria Legrand.
Ouça: "Walk in the Park" e "10 Mile Stereo"

17- Jónsi - Go
   Uma festa! Porém uma festa com aquele ar melancólico que só a voz do Jónsi consegue transmitir. E ainda assim uma festa linda!
Ouça: "Go Do" e "Boy Lilikoy"

16- El Guincho - Pop Negro
   O El Guincho fez um disco tão híbrido, tão alucinante, que as referências nos atordoam, indo desde ritmos latinos até a mais básica eletrônica. Assim, temos a trilha sonora para se dançar a pós-modernidade.
Ouça: "Bombay", "Novias" e "FM Tan Sexy"

15- Basia Bulat - Heart of my own
   Basia mostra coragem e força nesse seu segundo disco, trazendo um folk rasgado e tocante.
Ouça: "Go On", "Run" e "Gold Rush"

14- Zola Jesus - Stridulum EP
   Eu ainda fico com o EP, soava rápido e certeiro, como um bom suspense. Nos envolvendo numa teia de texturas, grunhidos e uma voz poderosamente assustadora, Zola traz de volta o som sombrio dos anos 80 e cria pequenas obras-primas que apaixonam.
Ouça: "Night" e "Manifest Destiny"

13- M.I.A. - /\/\/\Y/\
  O disco de nome difícil (lê-se Maya), trouxe mais piração para o som cheio de misturas da cantora. Cheio de guitarras e efeitos eletrônicos poderosos (e uma pitada de furadeiras e britadeiras), o álbum soa coeso, em meio a tanta confusão, trazendo atitude e diferencial para a música pop.
Ouça: "Meds and Feds", "Steppin Up" e "Born Free"

12- Maximum Balloon - Maximum Balloon 
   Ancorado por um time de convidados de peso, Dave Sitek (TV on the Radio) fez um álbum tão pop quanto indie: um álbum eletrônico daqueles, feito para se dançar e cantar junto, uma pérola! E atenção ao amigos que juntaram-se ao projeto: Karen O, David Byrne, Little Dragon, Theophilus London, Holly Miranda, entre outros.
Ouça: "Communion", "Groove Me" e "The Lesson"

11- The National - High Violet
   É o The National mais poderoso do que nunca, com um som envolvente e os vocais alucinantes do Matt Berninger, pronto, não se tem mais o que dizer.
Ouça: "Bloodbuzz Ohio", "Terrible Love" e "Runaway"

Continua...

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Melhores discos de 2010: 30-21

   Antes de começar essa lista (a última do ano), já deixo bem claro: essa lista é puramente sentimental, aquilo que realmente eu escutei e amei esse ano, e sim há muita coisa que eu não escutei, muitos discos me esperam: o do Black Keys, do Yeasayer, o (que ainda rola preconceito) do Kanye West, há aqueles que devo (re)escutar com mais atenção: Tame Impala, Warpaint, Xiu Xiu, os muitos do Atlas Sound, How to Dress Well (que é ótimo, mas ainda não escutei tanto para confirmá-lo como melhor do ano), Ida Maria, Manic Street Preachers, Menomena, Portugal. The Man, Salem, Sharon Jones, Sleigh Bells, Surfer Blood, The Naked and Famous, The Tallest Man On Earth, ..., e indescupavelmente eu não ouvi o novo do Antony and the Johnsons. 
   Mesmo com esse bando de falhas, vamos a essa lista injusta e que serve apenas ao meu ego:

30- Broken Social Scene - Forgiveness Rock Record
   Coeso, com sua derrapadas e cansaços, mesmo assim um álbum ótimo, que soa como uma grande festa.
Ouça: "All to All" e "Forced to Love"

29- Wavves - King of the beach
   Sujo, punk, divertido e super praia!
Ouça: "King of the beach" e "Post Acid"

28- Ariana Delawari - Lion Of Panjshir
   Uma amálgama de ritmos e influências: do rock à música árabe. Um álbum para ser apreciado aos poucos, e da mesma maneira ser tragado para dentro desse mundo da Ariana.
Ouça: "San Franscisco", "Laily Jan" e "We Came Home"

27- The Drums - The Drums
   Com um disco simples a banda provou o porquê de tanto hype ao seu redor.
Ouça: "Let's Go Surfing" e "Me and the Moon"

26- Omar Rodriguez Lopez - Cizaña de los Amores
   Em meio ao turbilhão de álbuns que Omar lançou este ano, eu escolho esse, mais coeso, experimental e viajandão, mas atraente e apaixonante.
Ouça: "Nada de amor" e "Victimas del cielo"

25- jj - nº3
   Mais uma delícia do jj. Isso bastaria, mas dizer que eles soam tão bom quantos no seu álbum anterior, e aind atrazem pérolas, como "Let Go". (Gostaria de dizer, vazou por aí um novo álbum do jj, intitulado "Kills", um maravilha, diferente e alucinante, cheio de samples loucos)
Ouça: "You Know", "Voi Parlate, lo Gioco" e a apaixonante "Let Go"

24- Janelle Monáe - The ArchAndroid
   Não acho o álbum tão perfeito, tem sua passagens cansativas, sei, dirão que ele é experimental e diferente, essas coisas. Porém, há músicas tão apaixonantes, tão viciantes, há um mescla de ritmos impressionante, com os quais nenhuma dessas cantoras fajutas que se dizem R&B haviam usado, enfim, Janelle deu novo fôlego a um ritmo apaixonante, e que ela continue!
Ouça: "Cold War" e "Come Alive (War of the Roses)"

23- Harlem - Hippies
   O rock sempre precisa de um lo-fi gostoso, ano passado foi a delícia do Girls, esse ano tivemos o prazer de escutar o Harlem e seu som sujinho, mas feliz. Viciante!
Ouça: "Friendly Ghost" e "Gay Human Bones"

22- CocoRosie - Grey Oceans
   Loucas, estranhas, misteriosas, ... apaixonantes. Um álbum acústico, cheio dos barulhinhos que só essas duas sabem fazer.
Ouça: "Smokey Taboo" e "R.I.P. Burn Face"

21- Dag för Dag - Boo
   Diferente, mas ao mesmo tempo um indie clássico. Confundi? Escutem e deixem-se envolver.
Ouça: "I Am The Assassin" e "Silence as the Verb"

Continua...

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Atenção:

Todas as listas apresentadas nesse blog
são estritamente pessoais
(feitas com o coração)
e então
não as leve a sério, apenas divirtam-se! 

Melhores clipes de 2010: 10 - 01

   E a saga continua, chegando assim ao fim, vamos ao top 10:

10- Florence + The Machine - Cosmic Love
   Florence pirando em meio a muito brilho e vermelho. (Que música!):


09- Gossip - Men in love
   Pegação, loucuras e diversão, tudo isso comandado pela Beth Ditto, só poderia sair um dos clipes mais divertidos do ano:

08- Best Coast - When I'm With You
   Beth Cosentino & Ronald McDoanld numa bela praia: diversão pura.

07- CocoRosie - Gallows
   Estranho e apaixonante como só essas duas irmãs conseguem ser:

06- El Guincho - Bombay
   Piração NSFW:

05- Kelis - Acapella
   Efeitos especiais malucos, uma Kelis dourada e muita piração, enfim, demais:

04- Lady GaGa - Telephone ft. Beyoncé
   Um novo clássico pop: referências transbordantes, efeitos ótimos e cenas marcantes:

03- Maximum Balloon - Tiger ft. Aku
   Balões, balões e mais balões, e um dragão! (Quase tão bom como esta versão!)

02- Arcade Fire - The Suburbs
   Uma grande obra, arrepiante! Também, Arcade Fire e Spike Jonze não poderiam fazer algo ruim:

01- M.I.A. - Born Free
   Censurado, polêmico e fantástico:
M.I.A, Born Free from ROMAIN-GAVRAS on Vimeo.

terça-feira, dezembro 21, 2010

Melhores cançãos de 2010: top 25

   Eu poderia fazer um top 50, até mesmo um top 100, mas preferi algo mais comedido, então vamos ao nosso top 25 de canções do ano:

25- Everything Everutnhig - MY KZ, UR BF
   Eletro gosto, dançante, feliz.

24- Bombay Bicycle Club - Swansea
   Este cover da Joanna Newsom que aparece no debut da banda é uma delícia: delicado e envolvente.

23- Black Mountain - Rollercoaster 
   Isso prova que o rock'n'roll está mais vivo que nunca.

22- El Guincho - Bombay
   Uma miscelânea louca de referência e ritmos numa das músicas mais (estranhamente) dançantes do ano.

21- Caribou - Odessa
   Mais uma canção estranhamente dançante, cheia de texturas e som alucinantes.

20- Basia Bulat - Go on
   Basia e sua voz potente nos envolvendo.

19- jj - I'm the one/money on my mind
   jj sampleando o The xx é somente amor (com sua pitada de melancolia)

18- Purple Eve - SadoMazo
   Uma delícia de força russa.

17- Xiu Xiu - Dear God, I hate myself
   Uma pérola xiuxiuniana, cheia de seus barulhos e experimentalismos envolventes.

16- Kelis - 4th of July (Fireworks)
   Kelis e seu vozerão nos fazendo "bater cabelo".

15- I Blame Coco - Caeser (feat. Robyn)
   Quando Robyn se junta a I Blame Coco há simplesmente uma das melhores canções pop do anos, e com certeza a melhor canção do disco da I Blame Coco.

14- Janelle Monáe - Cold War
   Aqui ela prova porque é a nova diva soul.

13- M.I.A. - Meds and feds
   M.I.A. e sua piração + guitarras poderosas = uma canção pop-fucking-crazy-rock'n'roll.

12- Florence + the Machine - Hospital Beds (live from iTunes Festival '10)
   Um cover magnífico do Cold War Kids, feito com a força sobrehumana da Florence.

11- Ariana Delawari - San Francisco
   Música poderosa que deixa claro porque o David Lynch se apaixonou pela Ariana.

10- Chew Lips - Slick
   Indie-pop-eletro perfeito.

09- Best Coast - Boyfriend
   Rock praiero gostoso e saudavelmente lo-fi.

08- Antony and the Johnsons - Thank you for your love
   Antonhy e sua voz potente nos deixando encantado novamente por tanto amor e tanta beleza.

07- Amanda Palmer - Creep (live in Prague)
   Amanda e seu ukelele deram uma clima matador a essa canção já naturalmente suicida.

06- Crystal Castles - Not in love (feat. Robert Smith)
   Que perfeição! Juntar o 8-bit maluco do Crystal Castles com a voz magnífica do Robert Smith surpreendentemente deu outra cara a canção e a tornou viciante.

05- Arcade Fire - Sprawl II (Mountains beyond mountains) 
   Eu poderia colocar aqui qualquer canção do "The Suburbs", porém Régine Chassagne é apaixonante.

04-  Robyn - Dancing on my own
   Uma canção pop ao extremo, mas que não soa boba nem autotunada, e sim melancólica e pulsante.

03- jj - Let go
   Segunda vez que o jj aparece nesta lista, mas é por uma ótim causa: uma das músicas mais tristes e lindas da banda! (eu sei que a canção não é detse ano, mas está presente no álbum "jj nº3", que foi lançado este ano)

02- Joanna Newsom - Good Intentions Paving Company
   Joanna Newsom, uma orquestra e ritmos inexplicavelmente apaixonantes, quer mais?

01- Zola Jesus - Night
   Zola cria um clima tão magnífico, tão maravilhoso! É apenas sombras e sensações.


Ainda há listas a caminho...


(PS.: a foto das fitas K7 lá em cima é daqui)

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Melhores clipes de 2010: 19-11

   Continuando a nossa saudável lista de fim-de-ano:

19- Black Moutain - The Hair Song
   Simples e rock'n'roll:

18- Cee Lo Green - Fuck You
   Diversão pura e vintage:

17- Arcade Fire - We used to wait (The Wilderness Downton)
   Arcade Fire + Google Maps + primeiro clipe interativo:

16- Marina and the Diamonds - Oh No!
   Música pop geralmente não tem bons clipes, mas Marina faz sua pequenas obras de pop art:

15- Thiago Pethit - Mapa-múndi
   Um clipe nacional singelo, criativo e extremamente belo:

14- Robyn - Indestructible
   Como falei ali em cima, a música pop dificilmente nos traz bons clipes, mas essa lista traz o segundo clipe pop, agora é a vez da Robyn e sua bela roupa cheia de mangueiras, achei high tech e très chic:

13- Harlem - Someday Soon
   Lo-fi, trash e uma delícia:

12- of Montreal - Coquet Coquette
   Épico e bizarro:

11- Girls - Curls
   Outro clipe lo-fi e trash, porém aqui levado ao extremo. Gostosamente filmado da TV de casa:

Logo, logo nosso top 10!

sábado, dezembro 18, 2010

Melhores clipes de 2010: 30-20

   Em tempos de YouTube, alguns dizem que o clipe perdeu sua força, mas eu vejo que ele apenas ganhou mais força, pois quer conhecer uma banda, joga seu nome no Youtube e veja seus videoclipes. Então, para comemorar esse fim-de-ano, vamos começar uma listinha dos melhores clipes de 2010:

30- Céu - Cangote
   Nesse finalzinho de ano a Céu nos brindou com um clipe belo, estranho e apaixonante. A Céu linda que só, não poderia faltar em nossa lista:  

29- Sharon Jones and the Dap-Kings - I Learned the hard way
   Sharon poderosa, pronto, isso basta para o clipe figurar nesta lista:

28- jj - You Know
   O amor/desilusão juvenil em imagens:

27- Arcade Fire - Ready to start
   Em preto e branco, o Arcade Fire mostra sua força ao vivo:

26- Janelle Monáe - Cold War
   Janelle linda, forte e, como disse o Bloody Pop, sineadoconnorizando:

25- Crystal Castles - Celestica
   Estranho, sombrio e divertido:

24- Adele - Rolling in the deep
   Adele chegou no finalzinho do ano, com esse clipe simples, porém lindo (o que são aquelas taças no chão, lindo!). Ela está tão chique:

23- Kings of Leon - Radioactive
   O disco novo da banda decepcionou, mas esse clipe me arrepiou:

22- The National - Terrible Love (Alternate version)
   Música fodástica + diversão e naturalidade:

21- Laura Marling - Devil's Spoke
   Olhar para Laura Marling é sempre bom, ainda mais nesse vídeo ótimo:

20- Jónsi - Animal Arithmetic
   Jónsi e a felicidade (segundo o Teco Apple, as filmagens ocorreram na casa do Jónsi, na festa de Ano Novo, de 2009 para 2010):

   Logo, logo a lista continua...

quarta-feira, dezembro 15, 2010

Listas de final de ano: os melhores discos nacionais de 2010

   Entrando no clima de final do ano, o blog não poderia passar em branco, então resolvi fazer as minhas deliciosas listinhas. Para começar, resolvi fazer um Top 5 dos melhores discos nacionais, então sem tantas firulas, vamos direto ao pódio:

5- Garotas Suecas - Escaldante Banda
   Com o hype nacional em torno da banda, um VMB nas costas e uma expectativa ferrenha, o Garotas não decepcionou, trazendo um álbum marcado pelas influências soul/tropicalistas/tim-maia-feelings, com canções simples, porém alegres que só.
   Faixas preferidas: "Banho de bucha", "Mercado Roque Santeiro" e "Olhos da cara"

4- Karina Buhr - "Eu menti pra você"
   Karina fez uma álbum que mistura muita coisa, e tudo poderia ter virado uma confusão, mas incrivelmente ela fez um disco coeso, que mostra ao que veio: emociona, faz sorrir, faz chorar, tem uma mescla de inúmeros estilos, criando um dos álbuns mais originais de uma cantora solo nacional, sendo que as cantoras brasileiras sempre são estigmatizadas por aquela repetição de fórmulas e tal, mas Karina veio e provou o contrário.
   Faixas preferidas: "Nassira e Najaf", "Ciranda do Incentivo" e "Plástico Bolha"

3- Marcelo Jeneci - "Feito para acabar"
   Com certeza o álbum mais hypado do Brasil, aguardado com fervor por quase todos os blogs indie desse país. E tudo isso não foi em vão, o álbum soa gostoso como algo simples, bem brasileiro, com melodias delicadas, letras belas e o vocal delicioso da Laura Lavieri. Um álbum cheio de referências clássicas, mas sem deixar de ser moderníssimo. Fica apenas uma questão: tendo os vocais de Laura em quase todas as canções, por que cargas d'água o álbum tem apenas o nome de Jeneci? Poderia ter o nome dos dois, algo como Laura & Marcelo (sei soa meio sertanejo)? Quem sabe eles dessem um nome diferente ao trabalho? Não sei o porquê, mas o que fica é que temos um disco ótimo.
   Faixas preferidas: "Felicidade", "Longe", "Pense duas vezes antes de esquecer" e "Feito pra acabar"

2- Otto - "Certa manhã acordei de sonhos intranquilos"
   Um álbum cru, com os sentimentos estourando. Um Otto pulsante, que mistura seus ares de manguebeat, com o que há de melhor na MPB, criando canções com letras magníficas e guitarras apaixonantes. A participação da CéU e da Julieta Venegas apenas abrilhantam mais um disco glorioso!
   Faixas preferidas: "Crua",  "6 Minutos", "Naquela Mesa" e "Filha"

1- Tulipa Ruiz - Efêmera
     Já fiz aqui uma postagem apaixonada para este disco, e mesmo dois meses depois, minha relação com ele não mudou em nada: continuo apaixonado! O que é a voz da Tulipa? Quanta beleza em suas letras, que simplicidade, que maravilha. Este disco é uma pérola e nem merece que fiquemos tanto tempo conversando sobre ele, devemos logo é escutá-lo!
   Faixas preferidas: "Pedrinho", "Sushi", "Brocal Dourado", "Às vezes" e "Só sei dançar com você"

Lembranças: Thiago Pethit e seu "Berlim, Texas"; "Extravaganza", da Silvia Machete; "Amigo do tempo", do Mombojó, que eu tenho que dar mais atenção; "Sunga", do Holger; entre tantos outros discos nacionais, que eu acabei nem dando tanta atenção, pois este ano a produção foi forte!

   # Além da lista aqui apresento dois EPs que devem ser escutados NOW:

* "Drowning in my dreams" - Monaco Beach
   Eu já comentei sobre esse EP aqui, mas vale lembrar: uma maravilha!

* "Lurdez da Luz" - Lurdez da Luz 
   São nove músicas, consideradas como um EP, para mim, praticamente um disco, e uma maravilha, uma mistura louca, como disse o "bem-te-vi" na página do Last.fm da Lurdez: "Lurdez Da Luz transa com o rap/manguebeat/eletrônica pra parir música". Perfeito! Lurdez é isso: uma amálgama louca!

Aguardem, as listas continuarão!

Joanna Newsom no Letterman

   Ontem a noite, Joanna Newsom fez uma belíssima apresentação no Late Show with David Letterman, cantando a simples, mas bela, "On a good day", presente no disco "Have one on me", lançado este ano. Após uma apresentação divertida de Letterman, Joanna canta a canção em meio a dois pavões empalhados (?!), mesmo assim lindo que só:

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Clipe novo do Broken Social Scene

   Agora é a vez de "Texico Bitches", do ótimo "Forgiveness Rock Record", do Broken Social Scene,  ganhar um clipe, no qual aparecem jovens caras-pintadas e sua lutas cheias de óleo. O clipe é  dirigido por Thibaut Duverneix, vejam:

Realidade

   Às vezes me pgo pensando o quanto sou contraditório e assustador: defendo os direitos humanos (sim!), sou contra a pena de morte e coisa e tal, mas estranhamente me machuca mais ver um animal (aqui falo em cães, gatos, elefantes e tudo mais) ser massacrado, sofrer violência do que ver um ser humano sofrer.
   O homem se mostra tão frio e violento perante tudo, inclusive perante seu semelhante, que as imagens de violência e sofrimento se tornam apenas um resultado dos nossos erros. Mesmo assim, ultimamente, a repetição das cenas de violência gratuita têm me deixado abalado: é torcedor espancado brutalmente, são homossexuais apanhando com lâmpadas fluorescentes, entre tantas imagens de câmeras de segurança que nos jogam a realidade com uma crueza devastadora.
   Aquele ar sujo e silencioso das imagens desta câmeras são, infelizmente, a realidade, e eu não quero mais isso!
   Eu me pego pensando, pouquíssimas, às vezes niguém lê esse blog, mas e daí? Já me vale a sensação libertadora e interessante de aqui escrever e imaginar que alguém lerá e compartilhará aqueles gostos e experiências comigo!
   Obrigado.

sexta-feira, dezembro 10, 2010

Björk homenageia Alexander McQueen

   Björk apresentou uma nova canção (estou um pouco atrasado falando disso) para homenagear Alexander McQueen, estilista que suicidou-se no início do ano. A faixa é tristíssima, com aquela voz que só a Björk tem; a canção é para o filme "To Lee, Whit Love, Nick", de Nick Knight, vejam:
Tribute to Alexander McQueen by Nick Knight, music by Björk from SHOWstudio on Vimeo.

Listas e + listas

Acompanhem todas as listas que o Rock 'n' Beats está fazendo! É puro amor!

Covers da Joanna Newsom

   Está ficando quase repetitivo, pois eu quase não apareço por aqui e quando apareço trago covers da Joanna Newsom, mas dessa vez é um bando de covers feitos pela Stereogum. Ouçam lá!

sábado, dezembro 04, 2010

Mais cover da Joanna Newsom

   O último post do blog trazia uma garota e seu minimalismo, cantando Joanna Newsom apenas com um ukelele, agora eu trago um vídeo que une vários instrumentos e barulhinhos a uma edição simples mais bonita, num belo cover da Joanna Newsom:

terça-feira, novembro 30, 2010

Um ukelele e a Joanna Newsom

   Vejam que belezura ficou esse cover de You and Me, Bess, da Joanna Newsom, presente no seu magnífico "Have one on me", cantada por esta garota e seu ukelele:

segunda-feira, novembro 29, 2010

Sinéad O'Connor

   Ei, vamos voltar a ouvir o belíssimo "The lion and the cobra" da dona Sinéad O'Connor? Ô disco lindo!

(Não contem pra ninguém, mas aqui tem o download!)

domingo, novembro 28, 2010

Desabafo

   O que está aconteceu com o orkut?
Se tornou encontro de retardados?
WTF?
 Nem chorar adianta!

Toma jeito Brasil!

(Talvez eu me arrependa desse post, mas tudo bem!)

Kelis e suas escolhas "videoclipticas"

   Passeando pela internet encontrei esse vídeo bem divertido e interessante, onde a cantora Kelis (diva soul-eletro-pop-fuckingcrazy-...) faz uma listinha de seus clipes preferidos. Vejam (está em inglês, mas vai):
 

quinta-feira, novembro 25, 2010

( )


 -

Human Behaviour

                      Björk

 

If you ever get close to a human
And human behaviour
Be ready, be ready to get confused
And me and my here after

There's definitely, definitely, definitely no logic
To human behaviour
But yet so, yet so irresistible
And me and my fear cannot

And there is no map uncertain

They're terribly, terribly, terribly moody
Of human behaviour
Then all of a sudden turn happy
And they and my here after

But, oh, to get involved in the exchange
Of human emotions
Is ever so, ever so satisfying
And they and my here

And there is no map uncertain

Human behaviour, human behaviour
Human behaviour, human behaviour

There's no map
And a compass
Wouldn't help at all
Uncertain

Human behaviour, human, human
Human behaviour, human behaviour

There's definitely, definitely, definitely no logic
Human, human, human

Robyn ao vivo no Jay Leno

  Ontem a ótima Robyn cantou a deliciosa Dancing on my own, do seu elogiado "Body Talk pt1", no The Tonight Show com Jay Leno:

quarta-feira, novembro 24, 2010

Uma semana longe

   Fiquei uma semana afastado do blog, mas hoje resolvi voltar e dar uma geral no que acontece no mundo cultural:

*Aaaaaaaahhhhhhhh! Dona PJ Harvey afirmou que ano que vem tem disco novo! Quer coisa melhor? Esse post poderia ser apenas isso que já melhorava o dia de muita gente! Veja mais sobre no Rock'n'Beats.


*Os mais que magníficos do Arcade Fire lançaram um clipe para a canção "The Suburbs", do álbum The Suburbs, isso em parceria com fantástico Spike Jonze. Veja no Superoito. Forte, arrepiante, juvenil, apaixonante, enfim um dos clipes mais belos de 2010!

*Quem aí não se aguenta pelo novo filme do Todd Solondz? Ah, você não sabe quem é Todd Solondz? Pra quem ama, pra quem odeia e para os muitos que não conhecem: o novo filme de Solondz, A vida durante a guerra
 

Comentário sobre o filme no G1.

*Leram a entrevista do Thiago Pethit para o Move That Jukebox? NÃO? Então corre lá e lê!

*Já falei em Arcade Fire por aqui, mas e o cover de "Wake Up" (uma das faixas mais lindas ever do "Funeral") pelo John Legend & The Roots? Eles deram uma pegado soul que ficou ótima. Ouçam, na Pitchfork.

*E os boatos sobre o novo disco do Strokes? Sai ou não sai? Está pronto ou não? Resta-nos esperar e torcer!


* Até...

quarta-feira, novembro 17, 2010

Dag För Dag

   Direto da Suécia, apresento-lhes Dag För Dag:

   Este é o teaser da apresentação do primeiro álbum da banda, intitulado "Boo". A banda é formado por dois irmãos suecos: Sarah Parthemore Snavely e Jacó Donald Snavely, que juntos nos apresentam um mundo de possibilidades, sonoridades e um indie rock de primeira. Baseados fundamentalmente no rock, a banda ainda mescla a seu som um quê de psicodelia, uma aura quase trip-hop, com suas texturas e sonzinhos estranhos, que no fundo ainda lembram um Animal Collective.

   Eu conheci a banda através de seu "Releases EP", que possui 5 canções apaixonantes e encontra-se disponível para download no site deles. Nesse EP encontra-se uma das preciosidades destes irmãos da gélida Suécia, a belíssima canção I am the assassin, que ganhou um clipe a altura:

   Já seu álbum "Boo" também é uma preciosidade: leve, enigmático, emotivo, mas em contraposição forte, instigante e renovador. Um álbum que merece ser ouvido (e ouvido) (e ouvido) (e ouvido) (...) até se captar toda as sensações que os irmãos colocam em cada música.

   Enfim, talvez o Dag För Dag não conquiste os indies desse planeta, nessa seja o hype do inverno europeu, mas quem sabe apareça em alguma página de alguma revista bem alternativa, mas torço que mais pessoas conheçam a banda e possam compartilhar esses deliciosos momentos proporcionados por sua música.
   Apreciem mais dois vídeos ótimos da banda: